Trabalhadores Essenciais: um olhar atento por trás dos trabalhadores informais, a força de trabalho que mais avança no Brasil.

Denominados como "trabalhadores informais", as pessoas que trabalham por conta própria e sem registro já somam mais de 38 milhões de brasileiros e, somente em 2019, movimentaram mais de R$ 1,1 trilhão.

Após pesquisarmos o tema, que também contou com entrevistas de mais de 60 trabalhadorxs não assalariados em 5 capitais brasileiras, trazemos um panorama e alguns insights sobre essa classe trabalhadora, que atualmente representa 41,3% da população economicamente ativa do país.

Importante ressaltar que o contexto da pandemia afeta principalmente esses trabalhadorxs, acarretando na diminuição substancial de sua renda e qualidade de vida. Além disso, inevitável considerarmos que transformações, sejam econômicas, políticas ou sociais, serão constantes. Acompanhar suas necessidades e anseios é não só uma forma de se fazer presente, mas também uma forma de evidenciar potencialidades e força criativa.

A fim de intencionar um olhar que possa estimular transformações efetivas (e positivas) para esses trabalhadorxs, compartilhamos nosso ponto de vista e nos colocamos à disposição para conversas que possam movimentar ainda mais este assunto. Juntos podemos encontrar caminhos mais assertivos para possíveis soluções que considerem a potência criativa, social, digital e econômica dessa que maioria de trabalhadores.

Para acessar o nosso estudo e seus desdobramentos é só preencher o formulário abaixo e fazer o download.

Para qualquer feedback, pergunta ou conversa mande um e-mail para ola@chazzdesign.com

Política de privacidade

Obrigada por baixar a pesquisa ;)
Oops! Algum erro aconteceu enquanto você estava preenchendo. Verifique se preencheu os campos corretamente.